sábado, 26 de fevereiro de 2011

Os quatro tipos de amor


Por Dani Moreira

Olá, paz a todos e a todas! Hoje vou falar rapidinho sobre um tema que gosto muito e acho que todo mundo gosta também, mas que muitas vezes não é bem compreendido. Um tema que normalmente mexe com nossos sentidos e com nossas emoções. Eu estou falando do amor. Mas o que é mesmo o amor? É o que vamos ver agora.

Basicamente existem quatro tipos de amor, todos derivados de palavras gregas: eros, philos, storge e ágape.

O amor eros, é aquele relacionado ao romantismo, a sexualidade, o que permite que as pessoas tenham uma relação mais íntima entre si. Alguns, até interpretam como sinonimo de relação sexual. Na Bíblia, encontramos esse tipo de amor em Cantares de Salomão ou Cântico dos cânticos, onde Salomão faz menção a beleza de sua amada, ali temos a representação do amor eros.

O amor philos, que em grego significa altruísmo, generosidade. É um tipo de amor relacionado a amizade, é um amor menos egoísta que o eros. Um exemplo para este tipo de amor na bíblia, seria a amizade de Davi e Jonatan.

Storge é o amor familiar. Não tem nenhuma intenção carnal. Em Romanos 12.10 temos um exemplo desse amor. Mas, encontramos também um exemplo mais forte em 2 Samuel 21:10 e
11, onde ³Rispa montou guarda ao lado dos corpos de seus dois filhos e outros
parentes, espantando dali aves de dia e animais do campo à noite´. Ela não deixou de amar os seus parentes, nem quando eles estavam mortos.

E por fim, temos o amor ágape, o amor incondicional, é o amor que é dado de graça sem esperar ser recompensado, é o amor que Deus tem pelos homens. Um exemplo clássico na Bíblia para esse tipo de amor está em Lucas 10:29-37, que conta a história do bom samaritano, conhecida por todos nós. Quando o samaritano encontrou um homem ferido, sangrando e que não tinha nenhuma relação de amizade com ele,alias, sabemos que os judeus e os samaritanos se odiavam, contudo o bom samaritano não o deixou para trás, mas o ajudou incondicional mente. Ele foi motivado pelo amor ágape.

Bom é isso, ai estão os quatro tipos de amor. Biblicamente falando o maior mandamento que temos é o de amar, amar a Deus acima de todas as coisas e também de amar ao próximo, tal como Ele nos amou.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Mulheres - Luiz Fernando Verissímo


"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.

Pare para refletir sobre o sexto-sentido.
Alguém duvida de que ele exista?

E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você?

E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento?

E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece?
O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro!
"Leve um sapato extra na mala, querido.
Vai que você pisa numa poça..."
Se você não levar o "sapato extra", meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado...

O sexto-sentido não faz sentido!

É a comunicação direta com Deus!
Assim é muito fácil...
As mulheres são mães!

E preparam, literalmente, gente dentro de si.
Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal?

E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.
Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"...

Tudo isso é meio mágico...
Talvez Ele tenha instalado o dispositivo "coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança).

As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam?

Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens...

É choro feminino. É choro de mulher...

Já viram como as mulheres conversam com os olhos?

Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar.
Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.
E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.
Quantos tipos de olhar existem?

Elas conhecem todos...

Parece que freqüentam escolas diferentes das que freqüentam os homens!
E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens.

EN-FEI-TI-ÇAM !

E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas?
Para estudar os homens, é claro!
Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...

Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era "um continente obscuro".
Quer evidência maior do que essa?
Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim.

O amor as leva para perto dEle, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas.
É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.
E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.
Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.
Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo.
Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos.
E levitam.
Algumas até voam.
Mas os homens não sabem disso.
E nem poderiam.
Porque são tomados por um encantamento
que os faz dormir nessa hora."

Luís Fernando Veríssimo

Frase do dia

"O sucesso não é o final e o fracasso não é fatal: o que conta é a coragem para seguir em frente."

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

domingo, 20 de fevereiro de 2011

sábado, 19 de fevereiro de 2011

A Vergonha: BBB



Oi pessoas, tudo bem com vocês? Olha só, estava lendo uns textos em blogs aqui na internet e me deparei com uma crônica que me chamou muito atenção. É sobre o programa BBB, apresentado na Rede Globo de Televisão como todos sabem. Dizem que o texto é de Luís Fernando Verissímo, mas não há nenhuma confirmação a cerca da autoria da crônica. Mas é bem interessante. Leiam e deixem seu comentário... Boa laitura a tod@s

Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. A décima (está indo longe) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência. Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB 10 é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros… todos na mesma casa, a casa dos “heróis”, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB 10 é a realidade em busca do IBOPE. Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB 10. Ele prometeu um “zoológico humano divertido” . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Se entendi corretamente as apresentações, são 15 os “animais” do “zoológico”: o judeu tarado, o gay afeminado, a dentista gostosa, o negro com suingue, a nerd tímida, a gostosa com bundão, a “não sou piranha mas não sou santa”, o modelo Mr. Maringá, a lésbica convicta, a DJ intelectual, o carioca marrento, o maquiador drag-queen e a PM que gosta de apanhar (essa é para acabar!!!). Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.

Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis? São esses nossos exemplos de heróis? Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados.. Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo santo dia.

Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna. Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, ONGs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína Zilda Arns). Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.

O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral. São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o “escolhido” receba um milhão e meio de reais. E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a “entender o comportamento humano”. Ah, tenha dó!!!

Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão. Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse
dedicada a programas de inclusão social, moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros? (Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores )

Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores. Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário, Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa…, ir ao cinema…, estudar… , ouvir boa música…, cuidar das flores e jardins… , telefonar para um amigo… , visitar os avós… , pescar…, brincar com as crianças… , namorar… ou simplesmente dormir. Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade.

Obs.: Não há confirmação de que são palavras de Luis Fernando Veríssimo.

Frase do dia

" Hoje é um bom dia para distribuir alegria."

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Frase do dia

Confie naqueles que já tentaram.

Novo blog no ar!!!!

Oi pessoas, tudo bem com vocês???? Todo mundo está cansado de saber que sou uma blogueira de plantão não é mesmo? Além de ter o Simples Assim, decide criar mais um blog, o Adoração por Excelência, mais especifico, voltado para tudo que concerne a Deus. Lá, estarei postando textos, artigos e canções voltados para a adoração, o amor de Deus, conduta cristã e afins. Lá é o cantinho virtual para crescermos, também, na graça e no conhecimento. Espero encontrá-l@s por lá também. Ai vai o link:
adoracaoporexelencia.blogspot.com

Beijos a Tod@s,
Dani Moreira

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Apaixonada por um olhar


Por Dani Moreira

Tudo começou em uma manhã de domingo. Lara estava fazendo seu trabalho, atendia sorridente os clientes da loja em que trabalhava. Pessoas bravas, pessoas calmas, pessoas de todos os jeitos, pessoas. Lara até se divertia com aquela agonia toda. Em pleno domingo de sol, ela trabalhando, não podia estragar aquele lindo dia.
Até que, em meio a tant@s clientes, surgio um que era especial. Seus olhos se cruzaram, e por um momento, um instante, tudo em volta desapareceu e só ficaram aqueles olhares. Parecia coisa de novela, mágica, talvez... Mas em poucos instantes, ele desapareceu e só ficaram em suas lembranças aquele olhar e a imagem do dono daqueles lindos olhos. Ele tinha uma pele bem morena,seus cabelos eram negros como a noite e possuía traços que lembravam um autentico índio, tinha altura mediana, um olhar penetrante, cheio de desejo...
Lara passou o resto do dia e da semana, pensando no dono daquele olhar, tentando descobrir onde ele morava, se o veria novamente, enfim, idealizando coisas a seu respeito. Foi uma semana interminável. No seu trabalho, olhava todos, na tentativa de ver o rosto dele. Mas nada. O desconhecido sumio e ela estava, agora, apaixonada por um olhar. Sim. Apaixonada por um olhar.
O tempo passou, e com ele, aqueles pensamentos que rondavam a cabecinha de Lara e a jovem continuou vivendo sua vida. Havia deixado o emprego, por motivos pessoais, mas antes disso, o desconhecido apareceu algumas vezes e era sempre como da primeira vez que se viram, seus olhares se cruzavam, ele ia embora e Lara ficava cogitando pensamentos a cerca daquele moço.
Lara se sentia muito sozinha, possivelmente a solidão ajudava a moça a fantasiar a respeito de rapazes que se aproximava,porém, aquele era diferente. Um dia, saindo da rua em que mora, pela manhã, Lara tem uma doce surpresa: O desconhecido passando por lá.E mais uma vez, seus olhares se cruzaram profundamente, em um misto de surpresa e alegria para ambos. Quase que pararam para se fitarem melhor. Seguiram, cada um, o seu destino. A partir daquele dia, Lara descobriu que a rua em que morava era caminho para ele ir ao trabalho, e, de vez em quando, eles se esbarravam. Lara sente vontade de perguntar o seu nome e torná-lo um conhecido, contudo, tem medo de que o desconhecido se torne conhecido e a magia acabe. Enquanto não se decide, continua apaixonada. Sim. Apaixonada por um olhar. Pelo doce olhar do desconhecido.

Não é tarde

Nunca é tarde pra sonhar, basta crer!!!!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

"O que não se pode explicar aos normais"

Oi pessoas!!! Essa é uma canção belíssima da Banda Catedral. Desde novinha, sempre gostei dessa música, sempre prestei atenção na letra... Estou postando aqui, juntamente com um vídeo, porque ela completa o que eu havia escrito no texto "Amor acaba???", que postei ontem. A letra dessa música já fala por si só, despensa comentários... Espero que vocês curtam.

Sobre o amor e o desamor, sobre a paixão
Sobre ficar, sobre desejar, como saber te amar?
Sobre querer, sobre entender, sem esquecer
Sobre a verdade e a ilusão
Quem afinal é você?
Quem de nós vai mostrar realmente o que quer?
Um coração nesse furacão, ilhado onde estiver.
O meu querer é complicado demais,
Quero o que não se pode explicar aos normais.
Sobre o porquê de tantos porquês,
E responder
Entre a razão e a emoção eu escolhi você!
Quem de nós vai mostrar realmente o que quer?
Um coração nesse furacão, ilhado onde estiver.
O meu querer é complicado demais,
Quero o que não se pode explicar aos normais.
Sobre o porquê de tantos porquês,
E responder
Entre a razão e a emoção eu escolhi você!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

1 Coríntios 13


1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

13Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.


Este é, sem sombra de dúvidas, o maior mandamento!!!

Amor acaba???


Por Dani Moreira

Quando um relacionamento chega ao fim, é difícil, complicado e, a depender da dimensão do sentimento, muito, muito dolorido. Mas daí eu me pergunto, amor verdadeiro acaba??? Creio que não. Acredito que, o que acontece são emoções extremas, talvez, paixões avassaladoras que vêm e que passam. Conheço alguém que está vivendo algo assim... É doloroso vê-la sofrer tanto.

Mas, quando se ama alguém de verdade, é impossível esquecer esse alguém, é impossível tratar mal, é inevitável o carinho diante dos amigos, das outras pessoas. Quando se ama verdadeiramente, se tem paciência com a pessoa amada, ama, apesar dos defeitos, dos dilemas. Se têm prazer em estar ao lado, se sonha os mesmos sonhos, se compartilha as mesmas dores.

Quando se ama, alguém de verdade, se vive em pro do outro. Nota-se os mínimos detalhes na pessoa e momentos simples, em lugares simples, se tornam inesquecíveis só pelo fato de estar perto d@ amad@. Sempre falo, que dizer "eu te amo" não é prova de amor, palavras não provam nada, atitudes sim. É muito simples e bonito, não nego, dizer e escutar "eu te amo", porém, palavras sem atitudes, não provam muita coisa.

Quem ama cuida, fica perto nos momentos bons e nos não tão bons assim. Corrige. Espera. Acontece. Vive. Sofre. Se alegra. Reparte. Ama do jeitinho que é, sem tirar nem pôr.

Eu nem sei direito o que é o amor, ainda não tive a oportunidade de vivê-lo. Mas quando este dia chegar, quero que seja o amor verdadeiro, sem palavras, incorruptível, gerado no Espírito, um amor que venha de Deus, e que eu o viva intensamente. Que não seja infinito enquanto dure, como disse o Vinícios de Moraes,todavia, que dure para todo sempre.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Desenvolvimento sustentável

Oi pessoas, e ai, tudo bem com vocês??? Espero que sim. Bem, como vocês já sabem, sou fissurada por poesia, e conheci uma pessoa bem legal, que escreve muito bem por sinal, então resolvi postar aqui no meu Blog, esse poema muito lindo, dessa moça muito querida Ivonete Amancio, que conheci no curso de verão. Espero que vocês curtam. Abraços a todos.

Eu estou em crise.Vou entrar em recessão,que não há sistema que suporte,não.
Vou mudar de regime político e econômico
Vou aderir à anarquia e investir no desenvolvimento sustentável
Eu vou reciclar meu amor que foi jogado fora
Eu vou reciclar,que chega de desperdício.
Chega de poluição.
O mundo precisa de um pulmão.
Outro dia viajei para fora e respirei amor verdadeiro
Agora conheço o amor,nada me engana mais não.
E me amoleci,amoleci,amoleci.Em crise,é claro.
Agora não tem jeito não.
Ninguém endurece meu coração.
Meus planos agora é com relação às vias respiratórias.
Vou trabalhar saneamento e desentupir as tubulações.
E pelo que sei,depois da crise vem o esplendor.Sempre foi assim.
Na crise vem o trabalhador,o salvador,o esplendor,o vencedor...
Que de dor eu entendo.
mas não endoreço não.
Aprendi o que é amar e ninguém mais endurece meu coração.

Ivonete Amancio - Estudante de Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia.