segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Minha namorada - Vinicius de Moraes

Olá pessoas! Que saudades de tudo isso aqui! Tenho que justificar a minha ausência aqui no blog. Desta vez, nem foi por conta de tempo, a questão agora foi técnica mesmo, fiquei sem computador, mas agora  já estou de volta e tentarei ser mais atenciosa com esse meu cantinho. E para recomeçar de uma vez, vou postar uma música do Vinicius de Moraes. Esses dias, estava recordando de uma tarde que passei com um grande amigo e juntos assistimos à um documentário sobre o Vinívius... Realmente foi muito bom aquele dia. E hoje, acabei me deparando com esta bela letra que quero compartilhar com vocês. Espero que curtam... Beijos e queijos a todos e todas. Até mais.

Minha Namorada

Meu poeta eu hoje estou contente
Todo mundo de repente ficou lindo
Ficou lindo de morrer
Eu hoje estou me rindo
Nem eu mesma sei de que
Porque eu recebi
Uma cartinhazinha de você

Se você quer ser minha namorada
Ai que linda namorada
Você poderia ser
Se quiser ser somente minha
Exatamente essa coisinha
Essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ser
Você tem que me fazer
Um juramento
De só ter um pensamento
Ser só minha até morrer
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarinho
Essas histórias de você
E de repente me fazer muito carinho
E chorar bem de mansinho
Sem ninguém saber porque

E se mais do que minha namorada
Você quer ser minha amada
Minha amada, mas amada pra valer
Aquela amada pelo amor predestinada
Sem a qual a vida é nada
Sem a qual se quer morrer
Você tem que vir comigo
Em meu caminho
E talvez o meu caminho
Seja triste pra você
Os seus olhos tem que ser só dos meus olhos
E os seus braços o meu ninho
No silêncio de depois
E você tem de ser a estrela derradeira
Minha amiga e companheira
No infinito de nós dois

As palavras

Por Dani  Moreira

As palavras tem seu peso,
a depender das nossas emoções.
Podem ser leves, amorosas,
amigas e nos trazer paz.
Mas, também, são capazes de matar
quando violentas, egoístas
incompreensivas e sem noção.
É inevitável não penetrarem
o mais profundo do coração.
Podem ferir e magoar,
ou podem tranquilizar.
Podem anunciar um começo
ou podem anunciar um final.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

O amor morreu dentro de nós

Por Dani Moreira

E o amor morreu dentro de mim.
Morreu a paixão, a empolgação.
Perdeu-se o encanto,
O que resta agora é apenas a desilusão.

A solidão volta a ser minha companheira,
A saudade já não tem lugar no meu coração
E as lembranças são apenas o que fica
De uma frustrada relação

E o amor morreu dentro de mim
E o amor morreu dentro de nós
Tal qual uma plantinha que não
foi regada, não foi cuidada
e murchou, e morreu
dentro de nós....