domingo, 2 de abril de 2017

Saudade só é bonita na literatura

A saudade só é bonita na literatura. Na vida real, não é algo tão bonito assim. É doloroso. Dói, mas dói profundamente. São quase duas da manhã e estou aqui, em frente ao meu velho computador, ouvindo músicas bregas, vendo nossas fotos e quase morrendo de saudades. É, a saudade é uma pseudo assassina, por que ela não nos mata de uma vez, ao invés disso, vai nos torturando aos poucos, aproveitando-se das lembranças dos nossos bons momentos. A saudade tira o sono, a paz... faz tímidas lágrimas rolarem pelo rosto, até que se transformem em cachoeira. Tenho a sensação de que me afogarei nas minhas próprias lágrimas. A saudade me faz ter medo de não te ter mais. O que farei sem você? O que eu queria mesmo era estar com você, aqui, agora, para sempre. Mas tudo o que tenho, é a saudade, que me acompanha nessa noite fria, tira meu sono e não me deixa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário. Ficarei muito grata.